menino chorando erro em curriculo

O #currículo é o documento que muitas empresas e recrutadores ainda usam para chamar profissionais para processos seletivos. Em tempos de desemprego, é ainda mais importante que ele seja elaborado com cuidado e de forma inteligente.

Muita gente me pergunta se o CV ainda é necessário, sendo que existe o linkedin, mas é. No Brasil ainda é muito usado e você precisa ter carinho com seu CV <3

CV do Amor

Recebo muitos currículos de profissionais que pedem revisão e sempre vejo erros em comum. Hoje vou compartilhar com vocês o top 7 dessa lista imensa de erros que as pessoas cometem ao escreverem seus cvs. 

Vamos lá?

1. Dados Pessoais

Você não precisa colocar no seu currículo o endereço completo de onde mora, apenas no nome da cidade, UF e bairro já fornecem informações mais que suficientes para o recrutador. Afinal, muitas ruas nem são conhecidas, e cansei de receber CVs com o nome da rua e eu só fiquei pensando: onde diabos fica esse lugar? 

Poupe trabalho do recrutador e informe dados relevantes. Caso seu bairro não seja um super famoso, coloque em que zona fica ou alguma informação que realmente poupe o trabalho do recrutador de ir no Google procurar seu endereço. Ah, e avise se estiver disponível para mudança de Cidade e/ou Estado.

Uma outra coisa importante com relação aos dados pessoais é o e-mail e número de telefone. Se você está procurando trabalho, não use seu e-mail criado em 2001, tenha um e-mail com uma cara mais profissional e sem gracinhas. 
Ex.: ritinhasp_90_uhuu@hotmail.com ou ritaaaah_oliveirahhh_xd@yahoo.com.br 

Sim, ainda existem e-mails como esse sendo colocados em currículos. Se dê ao trabalho de criar um e-mail mais agradável, legível e profissional para colocar no seu currículo, e claro, acesse esse e-mail, pois hoje o e-mail é um dos canais mais importantes para comunicação com os candidatos.

Em relação ao telefone, se você está procurando emprego, precisa começar a atender essa ˆ%*(#@^ de telefone. Eu sei que é muita ligação de telemarketing, propaganda e até de credores, caso você tenha alguma dívida ativa, mas você precisa atender. Os recrutadores têm uma lista de pessoas para ligar e, exceto que você seja o profissional mais fodástico do ano, eles vão passar para o próximo da lista, sem nenhuma culpa. 

Ah, e por fim para terminar essa parte, não poderia deixar de mencionar que não é preciso colocar número de CPF, RG ou outros documentos pessoais. Além de perigoso, é extremamente desnecessário em uma etapa inicial. 

2. Objetivo Profissional

Para começar, tem gente que coloca isso:

” O que estiver disponível na empresa.” 

Eu tenho mini ataques cardíacos quando vejo isso nos CVs que analiso. Não seja preguiçoso, personalize seu CV, coloque como objetivo o cargo ou área para qual está se candidatando, e claro, se candidate para vagas que você tem competência e/ou interesse. Não adianta mandar currículo para vagas que você não tem nada do que é pedido, é fazer o recrutador perder tempos e alimentar esperanças falsas achando que vai ser chamado.

Sim, é duro, mas é verdade. #aceita

Quando enviar currículo para banco de talentos, você pode colocar uma área de atuação e o nível que busca. Ex.:

” Cargos iniciais na área de Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas”

Mais uma vez, o recrutador não tem bola de cristal, e quando ele faz busca por palavra chave, duvido muito, mas muito, que ele busque por  ” o que estiver disponível na empresa”. Ajude ele a te ajudar e forneça informações relevantes.

3. Nível de idiomas

Aqui duas coisas são muito recorrentes: colocar português como fluente ou nativo e não especificar o nível em outras línguas. 

É meio óbvio, que você sendo Brasileiro, como você informa nos dados pessoais, você fala português fluentemente. Então não encha linguiça colocando essa informação para gastar palavras. Caso você tenha dupla nacionalidade e é fluente em ambas línguas, poderá informar isso, mas não precisa colocar sua língua materna como fluente. 

Sobre o nível em outros idiomas, seja honesto. Algumas vagas não precisam de inglês ou espanhol avançados, muitas vezes o idioma será usado para leitura, papos básicos ou somente escrita. Não tente mentir, pode haver testes online ou mesmo entrevistas nesse idioma, e se você mentiu, pode perder a vaga por mentir e não pela falta de proficiência no idioma. 

Especifique caso seu nível de inglês seja básico ou intermediário. Pode colocar assim:

“Inglês intermediário para leitura e escrita, básico para conversação.” 

Se você colocar que fala inglês avançado, tenha em conta que precisa ter mesmo o inglês avançado, se for mentira, a chance de você passar vergonha é enorme. Não faça isso, ok?

4. Incluir foto

Você não precisa colocar foto no currículo se não foi pedido. Eu, particularmente, acho essa prática de pedir foto extremamente preconceituosa, mas algumas empresas pedem. 

Caso não peça, não coloque, não é necessário.

Se for colocar, ponha uma foto profissional, que mostre quem você é e como você está mais ou menos todos os dias no ambiente de trabalho. Não adianta forçar uma imagem que não representa quem você é de verdade. 

5. Colocar toooooodas experiências profissionais

Sim, eu já recebi currículo com 4 páginas. Isso é um absurdo! Ninguém tem tempo para ler quatro páginas sobre sua vida profissional. Me desculpe, mas é verdade. 

O currículo precisa ser objetivo, e conseguir manter ele com 2 páginas ou menos, mostra que você sabe organizar bem as informações e passar pontos importantes de forma prática e concisa. Se quiser mostrar mais sobre você, coloque o link do seu linkedin, portfólio ou mesmo currículo lattes. 

Foque em mostrar suas últimas 3 experiências profissionais relevantes para à posição que está aplicando ou os últimos 10 anos de experiências profissionais. Ninguém está interessado no estágio que você fez no primeiro ano da faculdade quando se está buscando um cargo de diretor.

Essas experiências não relacionadas ou não tão importantes, poderão ser mencionadas em outros momentos, se for o caso, como em uma entrevista, por exemplo. 

6. Formatação

Envie sempre seu CV, de preferência em texto, preto e branco e em PDF. Exceto para algumas funções, como designer, o cv estilizado faz sentido. Mantenha simples, fácil de ler e limpo. 

Use uma fonte fácil de ler como arial, verdana ou calibri. Não use letras cursivas! E se atente ao tamanho da fonte, como falei na dica anterior, o CV precisa ser um resumo da sua vida e não uma biografia, e tem gente que usa letra tamanho 8 para caber tudo em 2 páginas, aí não adianta, tem que ser legível. 

Envie sempre seu CV em PDF, é mais profissional e agradável. Enviar em word não fica esteticamente bonito e não sofre modificações de layout dependendo do dispositivo em que é aberto. 

Mentir 

Eu sempre falo para todas pessoas que faço orientação profissional e revisão de currículo: não mintam!!

Como dizem, à mentira tem perna curta. Lembre-se que lá no fundo, o mercado é um ovo, e você pode ficar queimado se ficar mentindo no currículo. Além do mais, em algum momento, caso consiga ser chamado para entrevistas, poderá cair em contradição, e aí fica difícil explicar.

Seja honesto sempre, aposto que você tem excelentes qualidades para mostrar. É necessário dissecar sua vida e abordar suas experiências pessoais, acadêmicas e profissionais por ângulos interessantes. 

Se precisar de ajuda personalizada, eu faço mentorias individuais para recolocação profissional, transição de carreira e escolha profissional. É só mandar uma mensagem, direct ou sinal de fumaça que nós conversamos =)

Até o próximo post!

Rita Genial

No responses yet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *